conecte-se conosco


Entretenimento

Viúva de Gugu vai à Justiça para ser reconhecida como herdeira: ‘Nunca tive outro homem’

Publicado

Pessoas ligadas à família afirmam que Rose Miriam era apenas amiga do apresentador e mãe das crianças

Um dos maiores patrimônios já amealhados na televisão brasileira será objeto de disputa judicial: a médica Rose Miriam Souza di Matteo, mãe dos três filhos de Gugu Liberato, vai acionar a Justiça pedindo o reconhecimento de união estável com o apresentador, com quem se relacionou por duas décadas. Com isso, ela se coloca em choque direto com os irmãos e os sobrinhos de Gugu.

Em comunicado divulgado pela assessoria de imprensa, a irmã de Gugu Liberato, Aparecida Liberato, afirmou que a viúva do apresentador, Rose Miriam Di Matteo, está sendo assediada por advogados dos Estados Unidos e do Brasil.

“Vale ressaltar que desde o momento da triste fatalidade, Rose Miriam Di Matteo vem sendo assediada por inúmeros advogados, tanto nos EUA, como no Brasil, que por vários meios e argumentações sugerem representá-la, ocultando o fato de que uma eventual disputa seria, dela Rose, contra seus filhos, reconhecidos herdeiros”, diz o texto assinado pela assessora de imprensa Esther Rocha.

O comunicado foi motivado por uma matéria da colunista Mônica Bergamo na qual advogados, que alegam representar Rose Miriam, dizem que a viúva de Gugu Liberato estaria sendo constrangida por pessoas mal-intencionadas. No texto, porém, Aparecida Liberato nega que o escritório represente a cunhada.

Segundo Aparecida, Gugu deixou seus bens, em quase sua totalidade, para os três filhos: João Augusto, Marina e Sofia. O testamento foi lido na presença dos familiares e assinados por Rose o João Augusto, único filho maior de idade. Aparecida foi nomeada, pelo irmão, ainda em vida, como a inventariante.

“Ocorre que após tal ato legal e solene, a mãe dos herdeiros, Rose Miriam Di Matteo e João Augusto, filho do apresentador, foram levados por seus parentes, às 9 horas da noite, a residência de um outro advogado, que não obstante, mesmo sabendo que a mesma já havia constituído advogado para si e para seus filhos, foi levada a assinar uma outra procuração, constituindo um segundo advogado, Dr. Nelson Willis & Associados. João Augusto se recusou a assinar qualquer papel. Ciente posteriormente de que tal fato poderia ocasionar problemas ao espólio, o que fatalmente acarretaria uma disputa judicial entre mãe e filhos, houve por bem, por parte de Rose Miriam, redigir e enviar carta de punho próprio revogando e retirando a representação deste segundo advogado”, argumenta Aparecida Liberato.

Gugu Liberato morreu, aos 60 anos, no dia 22 de novembro de 2019, após sofrer um acidente doméstico em Orlando, nos Estados Unidos.

Confira a íntegra do comunicado:

Diferentemente do que foi divulgado na coluna de hoje da colunista Mônica Bergamo, Aparecida Liberato, irmã e a inventariante do espólio do saudoso Antonio Augusto Moraes Liberato, o Gugu, vem a público esclarecer que:

Antonio Augusto de Moraes Liberato, em plenas capacidades físicas e mentais, deixou testamento, onde expressa suas últimas vontades e dispõe dos seus bens moveis, imóveis, materiais e imateriais, contemplando seus familiares e principalmente, em quase sua totalidade os seus três filhos, João Augusto, Marina e Sofia.

Tal testamento foi lido na presença de tabelião e notário, com a presença da mãe de seus filhos, seus filhos e familiares de Gugu, sendo que naquela data, o testamento foi por todos reconhecido e assinado espontaneamente, inclusive por Rose Miriam Di Matteo. O irmão de Rose estava presente.

Ocorre que após tal ato legal e solene, a mãe dos herdeiros, Rose Miriam Di Matteo e João Augusto, filho do apresentador, foram levados por seus parentes, às 9 horas da noite, a residência de um outro advogado, que não obstante, mesmo sabendo que a mesma já havia constituído advogado para si e para seus filhos, foi levada a assinar uma outra procuração, constituindo um segundo advogado, Dr. Nelson Willis & Associados. João Augusto se recusou a assinar qualquer papel.

Ciente posteriormente de que tal fato poderia ocasionar problemas ao espólio, o que fatalmente acarretaria uma disputa judicial entre mãe e filhos, houve por bem, por parte de Rose Miriam, redigir e enviar carta de punho próprio revogando e retirando a representação deste segundo advogado. Isto posto, percebe-se que a indução e mal aconselhamento está vindo de terceiros não contemplados no aludido testamento. Terceiros estes que usam de má fé para criar problemas constituindo novos advogados com a única finalidade de obstruir a vontade legitima de Antonio Augusto Moraes Liberato, tão bem expressa em seu testamento, que por legítimo é incontestável.

Outrossim, vale ressaltar que desde o momento da triste fatalidade, Rose Miriam Di Matteo vem sendo assediada por inúmeros advogados, tanto nos EUA, como no Brasil, que por vários meios e argumentações sugerem representá-la, ocultando o fato de que uma eventual disputa seria, dela Rose, contra seus filhos, reconhecidos herdeiros. O apresentador nomeou como Inventariante e curadora legal dos filhos menores, sua própria irmã, Aparecida Liberato, por reconhece-la apta e capaz de levar a bom termo a liquidação do testamento e de sua expressa vontade.

Dr. Carlos Eduardo Farnesi Regina, por mais de vinte anos advogado de Antonio Augusto Moraes Liberato, foi o responsável pela leitura do testamento, reunião esta registrada em cartório e ata pública e nesta data reconhecido por Rose Miriam e seus filhos como seu legitimo advogado, sendo que este reconhecimento veio a ser reforçado posteriormente por carta de punho próprio escrita por Rose e também pelo depoimento de seu filho, João Augusto, maior de idade, que recusou-se a assinar procuração para o referido segundo advogado, Dr. Nelson Willis & Associados, no mesmo dia da abertura do testamento.

Leia mais:  Ator de 'Chiquititas' está desaparecido há quase 10 dias
publicidade

Entretenimento

Bolinho caipira é recheado com linguiça e acompanha molho especial

Publicado

Aprenda a receita deliciosa de bolinho caipira, tradicional de Jacareí, em São Paulo, recheado de linguiça e que leva um molho especial de cenoura e tomate

No Mais VocêAna Maria Braga mostrou um delicioso bolinho caipira recheado com linguiça e que leva um delicioso molho preparado com cenoura e tomate. Receita tradicional de Jacareí, São Paulo, o bolinho frito é um ótimo petisco e promete ser sucesso também na sua casa.

O preparo do bolinho caipira é bem fácil. Em uma tigela é feita a mistura de farinha de milho branca, polvilho doce, sal e o cheiro verde picadinho. Para o recheio, basta desmanchar a linguiça ainda crua e temperar conforme o seu gosto. Depois é só montar o bolinho abrindo a massa e colocando o recheio e fritar. Para completar o sabor, o molho é preparado à base de cenoura e tomate. Viu como é rapidinho?

Agora é só você separar os ingredientes, preparar a receita e se deliciar com o bolinho caipira.

Confira o passo a passo da receita de bolinho caipira e aprenda a preparar essa delícia!

Ingredientes – Massa

  • 1 quilo de farinha de milho branca
  • 2 litros de água
  • 40 gramas de polvilho doce
  • 30 gramas de sal
  • 4 colheres de sopa de óleo
  • 4 dentes de alho
  • 35 gramas de cheiro verde

Ingredientes – Recheio

  • 1 quilo de linguiça toscana
  • 1 limão

Ingredientes – Molho

  • 2 cenouras médias
  • 2 tomates
  • 1 cebola média
  • 3 dentes de alho
  • 125 mililitros de óleo
  • 75 mililitros de vinagre
  • 125 mililitros de água
  • Sal a gosto

Modo de Preparo – Massa

  1. 1. Misture, em uma tigela, a farinha de milho branca, polvilho doce, sal e o cheiro verde picadinho.
  2. 2. Em uma panela, coloque o alho e o óleo para refogar.
  3. 3. Coloque a água para aquecer.
  4. 4. Na tigela, coloque a água com a farinha de milho branca. Misture até ficar uma massa homogênea.

Modo de Preparo – Recheio

  1. 1. Desmanche a linguiça ainda crua e tempere a gosto.
  2. 2. Enrole o bolinho com o recheio da linguiça e frite.

Modo de Preparo – Molho

  1. 1. Bata todos os ingredientes no liquidificador até virar uma mistura homogênea.

Bolinho caipira  — Foto: Daniela Meira/Globo

O bolinho caipira é uma deliciosa receita que fica pronta bem rapidinho. Se gosta de receitas práticas, vai amar o Strogonoff de frango simples que leva poucos ingredientes e fica uma delícia! Outra opção é a massa de panqueca fácil, que pode levar o recheio de sua preferência, sejam doces ou salgados.

Leia mais:  Ator de 'Chiquititas' está desaparecido há quase 10 dias
Continue lendo

Entretenimento

Pontos turísticos capixabas retomam as atividades com avanço da vacinação no Espírito Santo

Publicado

O Espírito Santo é um dos estados brasileiros que lidera o ranking de pessoas vacinadas contra o novo Coronavírus (Covid -19) e por conta disto a flexibilização das atividades econômicas e sociais estão sendo retomadas. Com segurança sanitária, os principais atrativos turísticos estão ampliando a capacidade de atendimento e muitos deles como o Parque Nacional do Caparaó e a Casa Lambert em Santa Teresa, por exemplo, retomaram o atendimento aos turistas.

“Este é resultado do trabalho responsável e contínuo do Governo do Estado que durante toda a pandemia mantém o monitoramento constante de todos os índices, flexibilizando gradualmente as regras sociais e estimulando a vacinação de toda a população, inclusive, adquirindo maior quantidade de vacinas com recursos próprios”, enfatizou a secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro.

O Governo do Estado do Espírito Santo desenvolve de forma contínua trabalho de conscientização da população referente à vacinação em todo território capixaba. A partir do dia 08 de novembro entram em vigor as novas regras sociais com a inclusão de uma nova matriz de risco com a classificação de “Risco Muito Baixo”. Esta classificação será feita por regiões do Estado, tendo como requisito os índices de vacinação.

Eventos
Com o compromisso de garantir a segurança da população capixaba e colaborar com a retomada das atividades de forma geral, a nova matriz de risco proporcionará ainda mais flexibilização para o setor de eventos, um dos mais prejudicados em decorrência da pandemia.

A partir de novembro, os municípios classificados em risco baixo poderão realizar eventos com ocupação máxima de 50% da capacidade, com limite de 1.200 pessoas para locais fechados com 100% dos participantes vacinados e ocupação máxima de 50% da capacidade para locais abertos com 100% dos participantes vacinados.

Já os municípios localizados nas regiões classificadas em risco azul, a ocupação permitida será conforme a capacidade liberada pelo Corpo de Bombeiros com a exigência para público vacinado.
Confira as informações dos principais atrativos que recentemente retomaram a visitação no Espírito Santo.

Museu do Colono – Santa Leopoldina

Um dos ícones do turismo cultural do Espírito Santo, o Museu do Colono, localizado no município de Santa Leopoldina, funciona em uma residência com mais de 180 anos, que pertenceu a um dos fundadores da cidade e já hospedou o imperador D. Pedro II e a princesa Leopoldina.

Atendimentos: quarta-feira a domingo

Horário: 9h às 17h

Endereço: Rod. José Sette, 1502, Centro, Santa Leopoldina – ES, CEP: 29.640-000

Contato: (27) 3266-1250

Parque Nacional do Caparaó – Dores do Rio Preto

Atendimento: diárioEm finais de semana e feriados é necessário agendamento prévio.

Local: Pedra Menina –  Dores do Rio Preto

Informações: https://www.icmbio.gov.br/parnacaparao/guia-do-visitante/27-ingressos.html#quandoir

Centro Cultural e Comunitário Ezequiel Ronchi – Marechal Floriano

O local foi o primeiro prédio do Espírito Santo destinado ao ensino público, na vila de Araguaia. Funcionando desde 1995, o local possui atualmente um rico acervo de peças antigas que compõem o seu museu, como forma da preservação da cultural local. São fotos, documentos, mobiliários, utensílios e outros objetos em exposição. Oportunidade de o turista conhecer um pouco da vida e do passado daqueles que ali viveram.

Endereço: Rua Busato, 148, Araguaya, Marechal Floriano

Horário: 8h às 17h.

Informações: http://www.marechalfloriano.es.gov.br

 Igreja Nossa Senhora do Rosário – Vila Velha

A Igreja do Rosário está localizada no Sítio Histórico da Prainha e é considerada um marco da colonização do Espírito Santo, com a chegada do donatário português Vasco Fernandes Coutinho em 1535.

É uma das igrejas mais antigas do Brasil e uma das únicas em funcionamento. Começou a ser construída no ano da colonização e finalizada com a chegada dos jesuítas em 1551.

Endereço: Rua Praça da Bandeira – Prainha

Atendimento: segunda a sexta-feira

Horário: 9h às 16h30

Contato: (27) 3239-3113 e 3329-1266

Farol Santa Luzia – Vila Velha

O local abriga uma vila residencial militar com três casas, dentre elas a do faroleiro, encarregado da manutenção do Farol, a Sala da Memória, onde o turista conhece a história do local exposta em desenhos, além de loja de artesanato.

Endereço: Rua Santa Luzia, 2 – Praia da Costa, Vila Velha

Atendimento: terça-feira a domingo, das 9 às 16h30

Contato: (27) 3149-7353 e 3149-7335 (Subsecretaria de Turismo)

E-mail:  [email protected]

Convento da Penha – Vila Velha

O Convento da Penha, um dos ícones do Espírito Santo, é um santuário construído pelos escravos, em 1558, em cima de um grande rochedo. Junto com a igreja Nossa Senhora do Rosário, o Convento faz parte do Sítio Histórico da Prainha, em Vila Velha. É considerado o principal monumento religioso do Estado e símbolo de devoção à Nossa Senhora da Penha. Segundo a versão popular, o quadro de Nossa Senhora teria sumido da Gruta onde o Frei morava e assim indicou o lugar onde deveria ser construído o Convento, no alto de um morro de 154 metros. A edificação da “Ermida das Palmeiras” foi erguida por volta de 1560.

Endereço: Prainha – Vila Velha

Atendimento: Todos os dias da semana

Horário: 6h às 16h

Em dias de missa são permitidos a entrada de até 40 veículos. Há vans que fazem o transporte até o Convento.

Telefone: (27) 3329-0420

Informações: www.conventodapenha.org.br

Casa Lambert – Santa Teresa

Construída em 1875 pelos irmãos imigrantes italianos Antônio e Virgílio Lambert, foi uma das primeiras construções do Município. É tombada como Patrimônio Histórico Estadual desde 1985. Atualmente, funciona como Casa de Memória, contando a história da Família Lambert e da imigração italiana no Município. Construção em estuque, também conhecido como tabique, taipa ou pau-a-pique. Em frente à residência foi edificada a Capela de Nossa Senhora da Conceição, em 1899, que abriga em seu interior uma imagem da santa esculpida em madeira por Antônio Lambert. Ingresso: 2,00 (Inteira)

Endereço: Rua: São Lourenço, S/N
Bairro: Bairro Sao Lourenço, Santa Teresa
Atendimento: sextas, sábados, domingos e feriados de 08h às 11h e 12h30 às 15h30

Sexta a domingo de 08h as 11h e de 12h30 as 15h30

Contato: (27) 3259-2357

Galpão das Paneleiras – Vitória

Endereço: Rua das Paneleiras, 55

Atendimento: segunda a sábado

Horário: 8h às 18h

Leia mais:  Milton Nascimento faz sua primeira live com grandes sucessos
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana