conecte-se conosco


Mundo Cristão

“Deus chamou meu nome”, diz ex-bruxa ao testemunhar libertação

Publicado

Uma cristã chamada Jenny Waver, que se envolveu em bruxaria, testemunhou como Deus a alcançou e trouxe libertação depois de grande parte da sua vida envolvida pelo ocultismo.

Ela conta que começou sua experiência com bruxaria ainda quando era adolescente, por achar “divertido” ver como o ocultismo era apresentado nos filmes, acreditando que poderia mover objetivos e ver utensílios explodindo, mas acabou mergulhando em tormento e perturbação.

Jenny Waver, que cresceu na Flória, nos Estados Unidos, em uma família desestruturada, depois que o pai abandonou o lar ainda aos 13 anos, deixando ela e seus sete irmãos na miséria com a mãe, pensava que Deus estava desapontado com ela.

“Sempre pensei que Deus estava desapontado comigo”, disse Jenny ao programa The 700 Club, da CBN. “Eu achava que não era digna o suficiente para ser amada, para ser considerada, para ser cuidada”, continuou.

Com o sentimento de abandono e impotência, Jenny passou a se envolver com drogas, como maconha, até ver um filme sobre bruxas adolescentes e pensou que poderia buscar mais sobre isso. Então, ela passou a ler livros sobre bruxaria, Wicca e ocultismo, e passou a realizar feitiços com seus amigos.

“A religião wiccaniana é: ‘Faça o que quiser, mas não faça mal a ninguém’”, diz Jenny. “É como, ‘Oh, é a bruxa boa.’ Eu senti que tinha poder ”, diz Jenny. “E, então, estou olhando para isso como, ‘Oh, isso é a coisa mais incrível de todas’”, continuou.

Todo esse poder e controle eram apenas uma ilusão, porque a turbulência na casa de Jenny, e dentro dela, permanecia. Aos 17, depois de uma briga com a mãe, Jenny fugiu e largou a escola. Passou a morar de casa em casa com amigos, envolvida cada vez mais com o uso de drogas.

“E eu estava tão quebrada e machucada o tempo todo, que me envolvi nas coisas mais loucas que você poderia imaginar e simplesmente me entreguei a quem quer que fosse, a qualquer hora, o que quer que fosse”, diz Jenny. “Não importava.”

Foi quando finalmente foi morar com uma garota que vinha de uma família de bruxas, que a mostrou as coisas que ela pensava serem inofensivas e a diversão abriu a porta para um mundo escuro, sinistro e muito assustador que Jenny só pensava que existisse em livros e filmes.

“Você sentiria espíritos demoníacos literalmente passando por você como um ser humano estava passando por você”, diz Jenny. “Tocando em você. Raspando a parede. Foi de, ‘Oh, isso vai ser muito divertido’, para ‘Vou sufocar você até a morte’”, contou.

Aterrorizada, ela parou de praticar bruxaria, mas continuou a ser atormentada pelos demônios e pelo vício que a escravizava.

“Eu apenas diria: ‘Se eu morrer agora, eu simplesmente morrerei agora’”, diz Jenny. “E eu apenas ficaria lá e diria, ‘Eu só espero que eu simplesmente morra. Espero que essas drogas – elas – essas sejam as que me tirem desta vez. ‘”

A mulher conta que um dia caiu de joelhos e o desespero tomou conta dela, então ela clamou como nunca antes. “Eu simplesmente caí de joelhos e gritei o mais alto que pude, ‘Deus, me ajude !!!’”, diz Jenny.

“E foi como o grito mais alto e mais longo. Lembro-me de gemer, ‘Ohhhh, por favor.’ E eu não vi relâmpagos, não vi nada disso, mas senti uma paz”, diz Jenny. “E foi a primeira vez que senti o Senhor me dizendo em meu coração, meu coração, ‘Eu vou te ajudar. Eu vou te ajudar.’”

Dois dias depois ela foi presa, enviada para a prisão e condenada a completar um programa de tratamento contra drogas. Lá, ela começou a ouvir sobre um Deus diferente, um Pai celestial que era amoroso, misericordioso e pronto a perdoar por meio de seu filho, Jesus Cristo. Uma noite, Jenny sussurrou uma oração.

“Eu simplesmente chorei e disse: ‘Deus, eu só quero que você me ajude’”, chora Jenny. “Eu realmente quero amar as pessoas, mas havia uma dureza. E eu apenas pedi ao Senhor para pegá-lo. E eu disse: ‘Deus, só vou te dar minha vida hoje’”, diz Jenny. “E eu me rendi ao Senhor.”

“Jesus veio correndo atrás de mim. Quando eu o xinguei, quando literalmente disse o pior tipo de palavra que você pode imaginar para Deus, e o tempo todo Ele chamando meu nome, dizendo: ‘Não, ela é minha filha. Eu vou atrás dela’”, testemunhou.

Leia mais:  Homem sobrevive a grave acidente e atribui milagre a Deus: “Não há explicação lógica”
publicidade

Mundo Cristão

“Os cristãos precisam orar, pois o julgamento de Deus está vindo”, diz Franklin Graham

Publicado

O evangelista apontou que a pandemia é um dos sinais dos fins dos tempos.

O evangelista Franklin Graham, filho do mais maior influenciador de todos os tempos, Billy Graham, disse durante uma entrevista na rádio Todd Starnes que os cristãos precisam buscar a interferência de Deus perante a crise que o mundo vive na política, economia e sociedade.

“O que aconteceu politicamente [nos Estados Unidos] é uma vergonha, o que aconteceu nas últimas eleições. Está errado, mas aconteceu. Eu simplesmente acredito que a única esperança para nossa nação é Deus”, afirmou ele.

Continuando ele alerta aos cristãos para que se ajoelhem e orem a Deus para que Ele intervenha de alguma forma e salve o mundo, ou “nos dê mais tempo porque eu acredito que o julgamento de Deus está chegando.”

Graham achou relevante um fato que aconteceu na quinta-feira passada, que um grupo de legisladores propôs aumentar os juízes da Suprema Corte dos EUA de 9 para 13, adicionando 4 membros para acabar com a maioria conservadora.

Jesus está voltando

Ano passado o evangelista liderou um movimento de oração pelos EUA, intitulado “Decision America Tour”, e deseja fazer outro ainda este ano.

Dentre as preocupações de Graham está a de que o mundo não volte como era antes da pandemia da covid-19, principalmente por causa do controle generalizado dos burocratas aproveitando da situação mundial atual.

“Nós vemos o mundo inteiro, nação após nação fechando. É assustador quando você vê o que está acontecendo. Mas, ao mesmo tempo, eu li as últimas páginas da história. Eu sei o que Deus vai fazer e Seu Filho está voltando; e Ele vai estabelecer Seu reino aqui nesta terra”, disse o evangelista.

Por último, o CEO da Samaritan’s Purse, disse que o trabalho missionário não parou, e precisa continuar nesses tempos sombrios: “Estamos ocupados, mas ao mesmo tempo, aconteça o que acontecer, a Bolsa do Samaritano sempre responderá e faremos em nome de Jesus!”, afirmou Franklin.

Leia mais:  A importância da família no desenvolvimento das crianças
Continue lendo

Mundo Cristão

Cego chora e louva a Deus após ter visão recuperada

Publicado

Idoso se emociona e agradece a Deus pela vida do médico que foi instrumento para recuperar a sua visão.

Depois de quase 20 anos sem enxergar por causa da catarata, um senhor das Filipinas, de 65 anos, cego, se emocionou depois de recuperar a sua visão em uma cirurgia de apenas sete minutos.

A operação ocorreu em 12 de março, no International Eye Center, uma clínica que fica na província de Pampanga, após a cirurgia o paciente voltou a enxergar e agradeceu a Deus por poder ver novamente.

Para que a operação fosse possível, o senhor, teve que contar com apoio de doações e também com uma instituição de caridade.

Noel Lacsamana, o médico que o operou disse que: “Foi um momento muito especial. O paciente conseguiu enxergar novamente depois de todos aqueles anos”, e parabenizou o homem que ficou 19 anos sem poder enxergar.

Um agradecimento especial ao Senhor

O paciente apertou fortemente a mão do Dr. Noel, o abraçou, agradeceu a ele e depois olhou para o seu e disse: “Meu Senhor, obrigado por abrir meus olhos”.

Para o homem que estava cego, ver era uma coisa muito distante, mas ele acredita que Deus usou a vida do médico para que ele pudesse voltar a enxergar novamente.

Sua esposa contou que eles ouviram falar do médico por meio de um programa de rádio, e foi através disso que a esperança acendeu em seu coração.

O médico que está a 16 anos na profissão, disse que abriu a sua própria clínica depois de trabalhar em grandes hospitais e que 60% dos seus pacientes são casos de caridade que ele faz para retribuir a bolsa integral que ganhou para estudar medicina.

 

Leia mais:  Padre vira alvo do Ministério Público após criticar decisão do STF sobre homofobia: “Mordaça”

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana